ago
22
2012

Conhece a receita secreta para um ótimo gerente de TI?

É sabido que a liderança falha é ruim para os departamentos de TI, sem mencionar aos negócios em geral. Gerentes ineficazes podem custar milhões às organizações em perda de produtividade e alta taxa de rotatividade de funcionários. Todavia, de acordo com um relatório do Center for Creative Leadership [1], esses tipos constituem cerca de metade dos grupos de gerenciamento das organizações. Assim, como você pode assegurar que a sua organização de TI não está contaminada com gerenciamento ineficaz?

Encontrar o equilíbrio perfeito
Quando se trata de líderes de tecnologia, algumas organizações são rápidas em promover o máximo da habilidade tecnológica da equipe. Afinal, eles têm o know-how e os conjuntos de habilidades para resolver grandes problemas. Além disso, eles provavelmente são os funcionários com melhor desempenho e merecedores de louvor e promoção. Mas as habilidades técnicas não se correlacionam com as habilidades de gerenciamento.

Embora a especialização técnica seja importante, os bons gerentes de TI exigem apenas a quantidade certa de liderança, experiência, paciência e muito mais. Você tem a receita certa para o sucesso no gerenciamento de TI? Aqui estão quatro habilidades imprescindíveis.

1. Gerenciamento de projetos
Já ouviu falar sobre PMP, ITIL ou Six Sigma? Certificações como essas estão em alta demanda por parte das empresas que procuram gerentes de projetos confiáveis. Além disso, elas podem aumentar os salários e por uma boa razão. Essas certificações de TI são comprovadas para ajudar a melhorar as funções de TI. Os benefícios, que incluem aplicativos mais aprimorados, maior confiabilidade, melhores eficiências ou reduções de custos, são resultados da formação excepcional em gerenciamento de TI.

Ter forte habilidade no gerenciamento de projetos é uma grande conquista como um gerente de TI. Na verdade, você precisa muito dela. Ela demonstra que você possui a habilidade de gerenciamento mais importante: a capacidade de organizar pessoas e projetos com o objetivo de otimizar tempo e recursos para a conclusão do trabalho.

2. Comunicação
Nem todo mundo é um grande comunicador. Na verdade, a maioria de nós não é. E ter de efetivamente expressar pensamentos, ideias e opiniões no ambiente de trabalho, quer sejam populares ou polêmicas, é um desafio para a maioria. Mas é importante observar que, quer você seja um grande comunicador ou um ouvinte silencioso, a comunicação é uma via de mão dupla.

Ser um comunicador eficaz é uma das habilidades mais importantes para ter sucesso como gerente de TI. Mas no mercado de trabalho atual, a comunicação é mais que apenas uma conversa envolvendo fatos. A comunicação envolve e-mail, mensagens instantâneas, documentos e ligações telefônicas. Embora conveniente, isso também significa que há mais oportunidades para confundir ou causar problemas de comunicação com os seus clientes. Você pode evitar isso:

  • Sendo claro, conciso e direto. Em vez de dizer a um funcionário que você gostaria que o projeto fosse concluído em tempo hábil, seja mais exato. Por exemplo, suponhamos que você espera que ele seja concluído até o fim da quarta-feira. Também seja claro que você está aberto a ouvi-los. Se o funcionário encontrar problemas, peça-lhe para comunicá-los imediatamente para que você possa reavaliar as expectativas de permanecer sob controle.
  • Conduzir o seu objetivo principal. Pessoalmente ou por escrito, não corra o risco de ter o seu ponto mais importante perdido em detalhes. Tome um momento para organizar seus pensamentos para poder começar com o que é mais relevante e prossiga com os detalhes necessários que apoiam o seu objetivo.
  • Pedir esclarecimentos. Parte de ser um grande comunicador é saber quando a mensagem não está sendo compreendida. Se você tiver dúvidas como ouvinte, educadamente peça esclarecimento ou exemplos. Como um gerente de TI eficaz, o seu trabalho é assegurar que você e os seus funcionários estão na mesma sintonia e que as expectativas se correspondam.

3. Advocacia
Um bom gerente de TI reconhece o bom trabalho tão bem e tão frequentemente quanto percebe quando alguém deixou a peteca cair. Na verdade, talvez até mais. A capacidade de reconhecer pontos fortes nos outros é um grande trunfo em um gerente de TI. Isso não apenas promove um ambiente de trabalho duro e apreço, mas reflete bem sobre o gerente que está encarregado de supervisionar os funcionários experientes.

Há vários gerentes que pensam que não estão fazendo o seu trabalho se não forem trabalhadores meticulosos. Mas esse comportamento acaba por ferir os departamentos mais que ajuda a refrear o trabalho incompetente. O gerenciamento isento de advocacia resulta em apatia e baixo moral, levando os funcionários a perder o interesse e ter desempenho inferior. Reconhecer os pontos fortes em sua equipe é uma característica valiosa que compensa em mais produtividade e melhores relações de trabalho.

4. Empatia
Empatia, a capacidade de reconhecer e identificar as necessidades dos outros, é uma das qualidades mais negligenciadas em um gerente de TI bem-sucedido. No entanto, ela é fundamental para uma liderança eficaz. Empatia é mais que simpatia, que é apenas mostrar compaixão e sensibilidade com as pessoas quando estão em necessidade.

A empatia vai um passo além, em relação às emoções e necessidades dos outros. É compreender que quando um membro da equipe diz que precisa de silêncio absoluto para ser produtivo, suas necessidades são válidas e que vale a pena discuti-las, não se acomodando.

Embora as habilidades orientadas às tarefas, como medir o desempenho e garantir que os funcionários cumpram os indicadores específicos das funções, sejam importantes, outros fatores são necessários para o sucesso gerencial. De acordo com o relatório mencionado antes, esses não devem ser o único foco de um gerente eficaz. Certificar-se de compreender os outros é tão importante na força de trabalho atual, porque demonstra que os gerentes cuidam das necessidades e da realização dos seus funcionários.

Combine os ingredientes de um a quatro; aproveite
Embora possa parecer natural tomar o seu funcionário de melhor desempenho e promovê-lo a uma função de gerenciamento, reflita se ele tem as habilidades de empatia, paciência ou comunicação para gerenciar pessoas, em vez de conjuntos de dados ou máquinas. Lembre-se que os melhores gerentes de TI não são simplesmente as facas de tecnologia mais afiadas da cozinha. Eles são temperados com a combinação certa de habilidades interpessoais também, tornando-os líderes, gerentes e funcionários excepcionais.

.

Fonte: Originalmente publicado por HP Technology at Work em julho/2012