dez
21
2011

2012 já começou para TI

Para TI, 2011 foi um ano de transição. O consumo de TI chegou a medida plena, e cloud computing deixou de ser ficção científica. Será que as mudanças que ocorrerão em 2012 serão mais concreto? Aqui está a minha lista de probabilidades para o novo ano.

Big data - Os benefícios de Business Intelligence e Analytics nunca foram mais intensamente desejados do que são agora. O problema é que a maioria dos dados corporativos não se alinha em agradáveis linhas estruturadas. Surgem em uma ampla variedade de formatos. Isso faz com que o aproveitamento de grandes volumes de dados que agora temos à nossa disposição seja encarado como mais um obstáculo técnico. Hadoop, a estrutura de software e o sistema de arquivos que muitos acreditam que será uma ferramenta importante para dominar o Big Data, é ainda promissora. Há um longo caminho a percorrer, mas o progresso em direção a conquista do Big Data tem tudo para ser o desenvolvimento mais significativo em 2012.

CoIT, BYOD e mobilidade - Em 2012, as discussões sobre a possibilidade de abraçar ou reprimir a consumerização de TI (CoIT) e a tendência de funcionários levarem seus próprios dispositivos para o trabalho (BYOD) vai começar a parecer ridícula. Tecnologias de consumo poderão ser colocadas para trabalhar. E enquanto este for o caso, farão parte do local de trabalho. É hora de começar colocar essas tendências em prática e a se concentrar em como gerenciar segurança e outros aspectos dessas tecnologias. Você também precisará de uma estratégia de gerenciamento e suporte de aplicativos móveis.

Mídias Sociais e as empresas - É tarde demais para a maioria das empresas criarem redes sociais internas; eles não vão ter sucesso. E as tentativas de bloquear o Facebook e o Twitter são inúteis. Esses são os sites de redes sociais que as pessoas dedicam seu tempo agora. A questão é, será que empresas como Facebook criarão serviços que sejam úteis para as empresas? Se fizerem isso, uma nova explosão de mídia social começará.

Computação em nuvem - Até o final de 2012, a computação em nuvem pode começar parecer um pouco como um terno antiquado. Os problemas serão gritantescos, e teremos mais exemplos de erros no uso de cloud. Mas também veremos as soluções para esses problemas começarem a surgir, bem como algumas práticas recomendadas. Nuvem veio para ficar. A única pergunta ainda por responder é que aspectos da nuvem vão decolar.

Virtualização - Virtualização de servidores (que pode parecer um conceito velho para alguns de nós) vai crescer vigorosamente em 2012. Por quê? Porque muitas empresas ainda têm de adotá-lo, e suas salas de servidores estão cheias de equipamentos que deveriam ter sido substituídos em 2008. Como as empresas procuram modernizar seus equipamentos, muitos se voltarão para virtualização de servidores para esticar seus orçamentos.

Tablets x PCs - Tablets vão realmente substituir os PCs? Acredito que não. A verdade é que os tablets ainda não estão substituindo notebooks no ambiente de trabalho empresarial. São uma extensão da experiência do computador para alguns. No curto prazo, de qualquer modo, a explosão de vendas dos tablets foi exagerada como um agente de mudança da TI corporativa. O advento dos mais leves e poderosos ultrabooks será o grande avanço que manterá os PCs relevantes em um mundo onde as pessoas têm sido seduzidas pela conveniência dos tablets.

Segurança - A confluência de orçamentos limitados e a ascensão de mais sofisticadas técnicas de invasão poderia facilmente significar um desastre para algumas empresas em 2012. É um grande momento para uma revisão das políticas de segurança.

.

Fonte: Originalmente publicado por COMPUTERWORLD/EUA em 19 de dezembro de 2011 às 18h27

<