fev
14
2012

HP lança linha de servidores inteligentes

A HP anunciou nesta segunda-feira em um evento em Las Vegas, EUA, uma nova geração de servidores na sua família ProLiant, batizada de ˜Gen8˜. Fruto de um projeto internamente conhecido como “Voyager” em desenvolvimento há 2 anos e com custo estimado em US$ 300 milhões, as máquinas são o que a empresa chama de “os servidores mais auto-suficientes do mundo”, empregando sensores e automação para reduzir os custos de operação e paradas inesperadas.

Segundo a HP intervenções manuais nas máquinas podem gerar um custo de até US$ 24 milhões em três anos em um datacenter de grande porte, e “downtime” (o período em que um servidor está fora de operação) pode custar até US$ 10 milhões por hora. As novas tecnologias significam que um servidor ProLiant Gen 8 “se paga” em 5 meses de operação, e pode reduzir a carga de trabalho de um administrador em 30 dias ao longo de um ano.

Muitas das mudanças vieram do relacionamento da HP com seus clientes, resultando em mais de “150 inovações” na plataforma. No quesito hardware, por exemplo, há o Smart Socket, um sistema que evita que um processador seja instalado de forma incorreta na placa-mãe de um servidor, o que poderia impedir a máquina de funcionar ou causar erros intermitentes e é uma das principais causas de falhas na placa-mãe em servidores atualmente. Há também o Smart LED, que alerta o administrador de que um determinado disco está em uso e não deve ser removido, evitando a perda de dados.

Outra novidade é o que a HP chama de “3D Sea of Sensors”, um conjunto de sensores instalados em cada servidor que lhe permite reportar suas condições de operação e as das máquinas ao seu redor. Ao ser plugado em um rack um servidor ProLiant Gen8 reporta automaticamente ao administrador sua localização no datacenter, bem como as condições de temperatura e energia. Essa informação pode ser agrupada e categorizada, permitindo ao administrador identificar rapidamente partes do datacenter que não estão operando sob as condições ideais.

Estes dados, junto com relatórios de eventos do sistema, informações sobre garantia e dados de um contrato de serviço, podem ser agrupadas em um sistema gratuito chamado HP Insight Online, que dá ao administrador de forma rápida uma “visão geral” do estado de seus servidores, e permite, de forma proativa, identificar problemas antes que eles aconteçam e gerem prejuízos.

De acordo com Mark Potter, Senior Vice President de Industry Standards Server & Software na HP, o HP Insight Online pode gerar uma economia de até 90% no tempo de suporte, com resolução de problemas 66% mais rápida e um índice de até 95% de resolução dos problemas no primeiro chamado.

Os servidores ProLiant Gen 8 suportam os sistemas operacionais “padrao de mercado”, como Windows e Linux, além de soluções como os sistemas de virtualização da VMWare. Os servidores já estão em operação em alguns projetos-piloto, e devem estar disponíveis no mercado no mês de março nos EUA, e em Abril no Brasil.

.

Fonte: Originalmente publicado por PCWORLD BRASIL em 13 de fevereiro de 2012 – 23h59