ago
2
2012

HP ganha a ação contra a Oracle sobre Suporte aos Servidores Itanium

Hoje, o juiz da Califórnia responsável pelo caso Hewlett-Packard Co. v. Oracle Corp., 11- cv-203163, California Superior Court, Santa Clara County (San Jose), determinou que a Oracle é contratualmente obrigada a continuar a desenvolver software para os servidores baseados em Itanium da  Hewlett-Packard – HP.

Ambos os lados têm 15 dias para apresentar objeção à decisão, disse o juiz James Kleinberg em San Jose. A Oracle disse em comunicado que vai recorrer. Se decisão de ontem permanecer, o processo vai avançar para um julgamento com júri no qual a Hewlett-Packard pode ganhar até $ 500 milhões em danos por quebra de contrato.

O juiz concordou com a HP que a Oracle fez um compromisso de apoiar os servidores que rodam em processadores Intel Itanium em um acordo entre as empresas durante o processo de transição de Mark Hurd de diretor executivo da Hewlett-Packard para co-presidente da Oracle.

“O acordo de pagamento e liberação assumido pela HP, Oracle e Hurd em 20 de setembro de 2010, requer que a Oracle continuasse a oferecer seu portfólio de produtos em plataformas HP baseadas em Itanium e não confere à Oracle o poder de decidir se quer fazer assim ou não “, escreveu Kleinberg.

O juiz ordenou que as empresas retornem ao tribunal em 22 de agosto para se preparar para a segunda fase do processo.

 

US $ 500 milhões

 

Antes de o julgamento começar, Hewlett-Packard disse que desejava cerca de US $ 500 milhões em danos, segundo uma pessoa familiarizada com o assunto que não quis ser identificado porque o pedido de indenização é confidencial.

As vendas de sistemas de missão crítica da HP com processadores Itanium despencaram 23% no segundo trimestre fiscal que terminou em abril.

 

 

Dave Donatelli, vice-presidente executivo da empresa, disse em uma entrevista recente que o declínio em hardwares Itanium era baseado na decisão da Oracle em parar de desenvolver software para a plataforma. A HP, novembro passado, comunicou que estava desenvolvendo novos sistemas oferecendo aos clientes Itanium um caminho técnico para mover seus aplicativos para novos sistemas.

 

Oracle


Em março de 2011, a Oracle anúnciou que pararia o desenvolvimento de software para plataformas Itanium. O anúncio veio depois que a empresa “se convenceu de que o Itanium estava se aproximando o fim de sua vida”, disse Deborah Hellinger, porta-voz da Oracle, em um comunicado enviado por email.

A Oracle, com sede em Redwood City – Califórnia, negou as acusações da HP argumentando que nunca concordaram em perder o controle sobre o desenvolvimento do software e sobre o preço cobrado.

 

HP

 

A HP chama a decisão de ontem de “uma tremenda vitória para a HP e seus clientes.”

“Esperamos que a Oracle cumpra com sua obrigação contratual, conforme ordenado pelo tribunal,” disse a HP em um comunicado enviado por email.

.

Fonte: Originalmente publicado por Bloomberg News em 02 de agosto de 2012