mar
22
2012

HP confirma união das áreas de PCs e impressoras

A HP confirmou, por meio de um comunicado à imprensa, que fará mudanças na estrutura organizacional. Assim, as áreas de PCs e impressoras vão se fundir e Todd Bradley, vice-presidente-executivo de Personal Systems Group (PSG) [de computadores] desde 2005, será o líder do setor.

Vyomesh Joshi, vice-presidente-executivo de Imaging and Printing Group (IPG) [impressoras], vai se aposentar depois de 31 anos na HP. De acordo com o comunicado, sob a liderança de Joshi, a IPG ampliou a receita de 19 bilhões de dólares para 26 bilhões de dólares, e dobrou o lucro operacional.

Combinadas, as duas unidades vão racionalizar a estratégia, a construção da marca, a logística de suprimentos e o suporte em todo o mundo, afirma a HP. “Isso levará a uma melhor experiência ao cliente e inovação por meio da unidade de computação pessoal e impressão. Esse realinhamento deverá oferecer oportunidades para redução de custos e acelerar a capacidade de a HP buscar o crescimento rentável e reinvestir no negócio”, diz o comunicado.

Além de juntar PSG e IPG, a HP também está tomando medidas para unificar e racionalizar algumas funções-chave, informa. A divisão de vendas globais se unirá ao recém-criado HP Enterprise Group, liderado por David Donatelli. Marty Homlish, vice-presidente-executivo da HP, comandará a área de Marketing e a divisão de Comunicações ficará a cargo de Henry Gomes, também vice-presidente-executivo.

A HP também separou o departamento de Global Real Estate da área Financeira e o deslocou para o setor de Processos de Negócio e Tecnologia global, para endereçar a consolidação e melhorar a experiência de trabalho dos funcionários, diz o comunicado.

A nova estrutura deverá acelerar as tomadas de decisões, aumentar a produtividade e melhorar a eficiência, proporcionando uma experiência de cliente simplificado, aponta a HP. Sobre as mudanças, Meg Whitman, CEO da HP, declarou que é crítico para a companhia garantir que a estrutura organizacional está no caminho certo.

Fonte: Originalmente publicado por ComputerWorld em 21/03/12