mai
21
2012

Serviços de cloud computing vão duplicar nos próximos cinco anos

As pequenas e médias empresas (PMEs) entendem cloud computing como uma forma de se igualarem tecnologicamente às grandes companhias, ainda que elas não tenham tantos recursos para incorporar tecnologias e investir na formação do time.

O aumento do uso da nuvem é indiscutível. Prova estão nos estudos publicados quase que diariamente sobre o assunto. Um dos mais recentes é um da Microsoft que identificou que os serviços pago em nuvem vão dobrar em cinco anos e espera-se que as PMEs consumam o triplo desse montante.

A pesquisa, conduzida pelo Edge Strategies, mostra que as PMEs vão para a nuvem como forma de expandir as oportunidades e estar no mesmo nível tecnológico que as grandes organizações. O levantamento indica ainda que 59% dos negócios que usam serviços de cloud pensam em ter um benefício significativo com a estratégia como produtividade. Em comparação com empresas que não apostam no modelo, as pequenas e médias empresas poderiam ter 30% a mais de produtividade, revela.

Apesar do ritmo lento da economia mundial, 63% das PMEs que utilizamserviços em nuvem esperam aumentar as vendas nos próximos 12 a 18 meses, enquanto 55% acreditam que a modelo ajudará nessa expansão.

As pequenas empresas em todo o mundo estão adotando esse tipo de serviço para obter esses benefícios e ficar à frente dos concorrentes, indica o estudo. Por esse motivo, 50% dos negócios pesquisados apontaram que a nuvem será muito importante para suas operações, enquanto 58% acreditam que trabalhar na cloud pode ser mais vantajoso para os negócios.

Entre os objetivos secundários que levam as empresas a se mover para a nuvem, além dos custos, estão mobilidade e segurança. Sobre a proteção do ambiente, apenas 20% acreditam que os dados estão menos seguros na cloud quando comparados aos sistemas implementados on premise (dentro da empresa).

Entre os entrevistados que atuam em pequenos negócios, 49% realmente acreditam que a informação é tão segura na nuvem quanto em seus próprios sistemas.

Apesar de todas essas vantagens, muitas PME estão relutantes em mover-se para esse ambiente. Assim, mais de 60% dos entrevistados indicam que têm recursos para implementar novas tecnologias, enquanto 52% não possuem dinheiro para fornecer treinamento aos seus funcionários. Apesar de tudo isso, 56% das pequenas e médias empresas mostram preferência para a compra de serviços de TI em nuvem a partir de um único fornecedor.

.

Fonte: Originalmente publicado por COMPUTERWORLD/ESPANHA em 18 de maio de 2012 – 07h30